LIPOESCULTURA

A lipoescultura, que tanto causa confusão com a lipoaspiração e lipoenxertia, é uma cirurgia em que se associa  a redução do volume de gordura corporal, em áreas localizadas,   a utilização dessa gordura retirada para o remodelamento de outras áreas que precisem de aumento de volume, conferindo ao paciente um melhor contorno corporal. Ou seja, trata-se de uma lipoaspiração em que, ao invés de desprezarmos a gordura lipoaspirada, a utilizamos, através de uma injeção (lipoenxertia) para “esculpir” outras áreas que necessitam de algum tipo de preenchimento. Embora muitos pensem, a lipoescultura não é feita para perder peso, pois a maior mudança se dá na silhueta corporal e não balança.

Dentre as áreas comumente enxertadas (glúteo, sulcos da face, mamas, etc.), a região glútea é a mais contemplada, conferindo essa área anatômica um contorno e volume harmonioso e complementando a silhueta corporal.  Demora um pouco mais do que a lipoaspiração, pois tem um tempo cirúrgico a mais, a exertia da gordura.

Cuidados Pré-Operatórios

Algumas dicas são importantes para deixar você melhor para a sua cirurgia:

  • EXPOSIÇÃO AO SOL

    Evitar tomar sol em demasia sobre a área a ser operada nas 2 semanas que antecedem o seu procedimento. A queimadura solar, mesmo que só um bronzeamento, pode diminuir a resistência local da pele e interferir com as etapas da sua cicatrização.

  • ALIMENTAÇÃO BALANCEADA

    Uma alimentação balanceada e rica em alimentos com alto teor nutritivo te ajudarão a equilibrar o funcionamento do seu organismo e a prepará-lo para ter uma resposta melhor ao trauma imposto pela cirurgia. Evite refrigerantes, frituras, gorduras, alimentos processados e em conservas. Lembre-se que frutas, legumes e alimentos ricos em fibras são excelentes fontes de vitaminas e sais minerais, indispensáveis nos processos cicatriciais.

  • USO DE ANTICONCEPCIONAIS

    O uso de anticoncepcionais conjugados (que misturam derivados de progesterona com derivados de estrogênio) devem ser suspensos 30 dias antes da cirurgia e mantidos suspensos por mais 30 dias após o procedimento. Estudos científicos vem demonstrando que esses hormônios, principalmente os estrógenos, podem contribuir para o risco aumentado de desenvolvimento de trombose venosa profunda (TVP), que é a coagulação do sangue dentro das veias, podendo causar serias complicações, inclusive a morte.

  • HIDRATAÇÃO DO LOCAL

    Manter o hábito de hidratar a pele da região a ser operada, com hidratantes de boa qualidade, nos meses que antecedem o procedimento, tem demonstrado uma melhor qualidade dos tecidos durante a cirurgia e um impacto positivo na recuperação pós operatória.

PÓS OPERATÓRIO

  • USO DE MALHA MODELADORA

    Usar uma malha compressiva modeladora pós cirúrgica adequada por um período de até 90 dias. O seu uso é importante para manter a estabilidade dos tecidos operados , reduzir o edema e contribuir na modelagem durante essa etapa inicial da cicatrização.

  • AFASTAMENTO DE ATIVIDADES

    O procedimento necessita de, pelo menos, 21 dias de afastamento das atividade de trabalho e 45 dias das atividade físicas. Atividades que gerem muito impacto e/ou contato físico, como corridas, jumping, lutas marciais e cross-fit  podem necessitar de um período maior de afastamento.

  • DRENAGEM LINFÁTICA

    A drenagem linfática, quando realizada por profissional capacitado e habilitado em tratamento pós cirúrgico, tem um importante impacto na redução do edema e consequente dor e desconforto pós operatório. O numero de sessões necessárias será individualizada e avaliada nas revisões cirúrgicas programadas.

  • CUIDADOS COM A CICATRIZ

    Para o cuidado com a cicatriz, utilizaremos a lâmina de gel de silicone, por essa ter demonstrado eficácia e segurança no manejo de uma boa evolução cicatricial. Ela é colada sobre a cicatriz e todas as instruções do modo, tempo e período de uso, assim como a manutenção,  serão passados pessoalmente no tempo certo do pós operatório.

  • HIDRATAÇÃO LOCAL

    Manter o hábito de hidratar a pele da região operada e a cicatriz, com hidratantes de boa qualidade, nos meses que sucedem o procedimento, tem demonstrado uma melhora na  qualidade, textura e consistência  da pele durante o período de recuperação pós operatória.

  • BENEFÍCIOS DA DRENAGEM LINFÁTICA

    Geralmente há edema (inchaço) e equimoses (manchas roxas), que resolvem em 3 a 4 semanas, na maioria dos casos. Após esse período, o paciente começa a apresentar uma perceptível melhora do edema e uma sensação, a palpação da área lipoaspirada, de endurecimentos localizados (nódulos), decorrente da cicatrização interna. Este endurecimento melhora progressivamente durante os meses que se seguem e a drenagem linfática tem um efeito bastante benéfico em melhorar essa percepção e encurtar o tempo para o seu desaparecimento.